sábado, 13 de setembro de 2014

Acabei de ler: o Diabo dos Políticos de João Pedro Duarte, Fernando Évora, Miguel Almeida e Vitor Fernandes

Sinopse
Um país chamado Portugal atravessa uma crise e está sob tutela de uma troika. Apesar da maior parte da população viver no limiar de pobreza, uma pequena elite desgoverna a nação, indiferente ao sofrimento dos seus conterrâneos. O Diabo, entediado pela espera de mil anos, vê a sua oportunidade de conquistar, como deputado de um partido de direita, este novo inferno com sede na Assembleia da República. Mas o que o Diabo veio encontrar envergonha até um Príncipe das Trevas. E, de natureza rebelde e contestatária, acaba por se apaixonar por uma deputada da ala contrária… Neste romance, os autores abordam despudoradamente religião, política, sexo, morte… e futebol, pois claro…
O que achei:
Primeiro achei a ideia muito original, não sei se sabem mas este livro foi escrito de uma forma bem original. Um autor começava a escrever passava a outro escritor que depois continuava a história e passava ao outro e assim sucessivamente. Isto é que eu chamo puxar pela cabeça e pela imaginação.  Para mim isto é um ponto a favor. 
Achei os dois primeiros capítulos fortes e que prendem a atenção do leitor. A história basicamente passa pela vinda do Diabo à terra como castigo e vai para a Assembleia da República. Aí uma série de histórias e personagens se desenrolam numa leitura divertida, onde vos vai arrancar umas boas gargalhadas e sobretudo vos fazer sonhar. Nada como um livro sátiro para por a massa cinzenta a mexer. 
Apesar de alguns capítulos serem um pouco monótonos de uma maneira geral este é um livro para toda a família. Adorei o facto de Tanatão (uma das personagens) ser um adepto fervoroso do meu Benfica. E adoro os poemas de Deus à moda de António Aleixo. O livro está cheio de partes engraçadas tais como "Oh Javé estás choné?"
Com um escrita simples e de fácil compreensão este é um livro que recomendo para quem quer passar uns bons momentos de leitura. 
Super aconselhado!!!


Enviar um comentário