quarta-feira, 12 de dezembro de 2007

Um vislumbre de ti...

A minha mão percorria o meu corpo,

uma forma de te lembrar....

Satisfazer-me era a forma de te manter vivo em mim.. sentir-te presente...

Bebericar de ti e do teu amor...



Fantasiei com os nossos serões...

hum.... estremeci por dentro de excitação..

Quero mais.. mais, preciso de mais...

tu, meu amor, és essencial ao meu viver..



Percorre o meu corpo amor,

sente-o vibrar aos teus avanços..

Toma o meu corpo, a minha alma, o meu ser...



Senti-me a estremer, atingi o auge....

Voltaste amor!! Estou a sentir-te novamente.....

Deixa-me eloquecer, arder de desejo...



Mas...



Já foste embora amor.... desapareceste..

e eu morri ali...

Só e vazia de amor...

Tentando o impossível,

novamente, esta batalha perdi...
Enviar um comentário