terça-feira, 20 de outubro de 2009

Asas

Queria deixar-me levar, voar no mais alto dos céus
e olhar cá para baixo com o vento no rosto,
com as minhas garras arranhar a terra de forma altiva e rude;
Olhar o sol ao mesmo nível e cantar para a lua,
pincelar as estrelas de sonhos e magia,
Era assim que queria ser...
talvez um dia,
quando o fim do mundo chegar e eu ganhar asas...
Enviar um comentário