segunda-feira, 29 de agosto de 2011

Terminei de ler... O Jardim Encantado de Sarah Addison Allen




No sábado, aproveitando um dia na praia li este livro.

Um livro leve, de fácil leitura e com um final bem ao tipo de romances de cordel.

Uma história que envolve magia, amor e reencontros.

O livro é giro de se ler no entanto, achei o um pouco básico. Ou seja, uma história muito fantasiosa e no momento crucial o grande problema resolve -se como por magia. E penso que os romances também podem ter finais infelizes ou nem todos os problemas serem resolvidos, pois a vida é assim. Ao ler o livro deu -me a parecer que o publico a que se destina são jovens que ainda acreditam que o amor é mágico, sem barreiras e envolto em mistérios. Achei que lhe faltava um pouco de realidade...

Foi um livro que li e não ficará muito tempo na memória. Sei que a autora tem outros livros e vou lê -los para ver se a escrita da autora é mesmo assim.

Para o pessoal que já leu, têm uma opinião diferente?

Sinopse:

"Num jardim escondido por trás de uma tranquila casa na mais pequena das cidades, existe uma macieira e os rumores que circulam dão conta de que dá um tipo muito especial de fruto. Neste encantador romance, Sarah Addison Allen conta a história dessa árvore encantada e das extraordinárias pessoas que dela cuidam...

As mulheres da família Waverley são herdeiras de um legado mágico — o jardim familiar, famoso pela sua macieira, que produz frutos proféticos, e pelas suas flores comestíveis, imbuídas de poderes especiais que afectam quem quer que as coma.
Proprietária de uma empresa de catering, Claire Waverley prepara pratos com as suas plantas místicas — desde as chagas que ajudam a guardar segredos até às bocas-de-lobo destinadas a desencorajar intenções amorosas. Entretanto, a sua idosa prima Evanelle é conhecida por distribuir presentes inesperados cuja utilidade se torna mais tarde misteriosamente clara. São elas os últimos membros da família Waverley — com excepção da rebelde irmã de Claire, Sydney, que fugiu da cidade há muitos anos.
Quando Sydney regressa subitamente a Bascom com uma filha pequena, a tranquila vida de Claire sofre uma reviravolta, bem como a fronteira protectora que erigiu tão cuidadosamente em redor do seu coração. Juntas uma vez mais na casa onde cresceram, Sydney reflecte sobre tudo o que deixou para trás ao mesmo tempo que Claire se esforça por sarar as feridas do passado. E em pouco tempo as irmãs apercebem-se de que têm de lidar com o seu legado comum para viverem as alegrias do futuro que se anuncia.
Encantador e pungente, este fascinante romance irá, seguramente, enfeitiçar o leitor."

Enviar um comentário