terça-feira, 3 de maio de 2011

...

Hoje foi um dia complicado. Todo o processo do luto passa por fases e hoje era o culminar das emoções: o dia do velório e funeral.

É sempre complicado, por mais que se tente ter calma há sempre uma altura em que a dor aperta e o corpo chora...

Vou- me sempre lembrar de ti... Lembro -me de mim ainda uma pirralha e tu mais a Nanda levavam -me para fora de pé no mar da costa para eu perder o medo do mar. Lembrei -me quando ias a minha casa punhas sempre a arma (sr. polícia) em cima do roupeiro para os miúdos não terem ideias...

Vou sempre me recordar de ti, vou sempre fazer uma saúde por ti nas reuniões de família e vou estar atenta, não vás mandar um sinal e eu não perceber....

Não vou dizer Adeus, vou dizer até qualquer dia... E caso voltes, pois acredito na reencarnação vem para junto de nós e faz-me um sinal que eu te reconheço e guardo segredo....
Enviar um comentário