domingo, 15 de maio de 2011

Um livro a descobrir... O Segredo da Flor do Mar de Eduardo Pires Coelho



 No seguimento do post sobre a Feira do Livro (hoje é o último dia) mostro-vos um livro muito interessante.


Este livro foi o vencedor de um prémio - O Prémio Literário «Esfera das Letras»

Este prémio," instituído pela Esfera do Caos Editores, destina-se a galardoar uma obra original de carácter romanesco, nove­lístico, ou poético (romances, novelas, contos e poemas), redigida em língua portu­guesa por um autor português ou de um país pertencente ao universo da lusofonia.".

 Hoje o autor vai estar na feira do Livro às 17 horas para uma sessão de autógrafos (Pavilhões da Civilização - Praça Amarela) e assim aproveitam e trazem o livro autografado. :)

 Deixo- vos a sinopse do livro e o site onde podem encontrar mais informações.

Sinopse:

Numa noite de tempestade, uma nau portuguesa embateu num recife e naufragou no estreito de Malaca. O navio era comandado pelo Governador da Índia, D. Afonso de Albu­querque, que regressava a Goa com o saque da conquista do sultanato mais rico de toda a Ásia. Durante séculos, centenas de expedições tentaram encontrar os despojos da nau “Flor do Mar” que, segundo especialistas, estão avaliados em noventa mil milhões de dólares. O navio nunca foi encontrado… até hoje!
Filipe Silva trabalha no mercado financeiro em Boston, mas o destino leva-o a prosseguir as pesquisas do seu pai sobre a “Flor do Mar” e a vida de D. Rodrigo de Mascarenhas…

“O autor revela uma capacidade de investigação invulgar e oferece-nos um livro em que a acção, a aventura, as batalhas, as intrigas, e um mistério que permanece por desvendar, ganham raízes num momento crítico da nossa História.” | Júri do Prémio Literário «Esfera das Letras»

A “Flor do Mar” tem fascinado historiadores e caçadores de tesouros de todo o mundo.A história que este livro nos conta leva-nos, no presente, a Singapura, à Malásia, ao Peru, aos Estados Unidos e ao Brasil, mas também nos transporta para o final do século XVI e início do século XVII. Nessa altura, um misterioso nobre português de Malaca combateu os piratas dos Mares do Sul, viveu os encontros e desencontros com os sultanatos islâmicos de Johor e do Achém, para depois assistir à chegada avassaladora das armadas holandesas ao Oriente…


Mais informações ver aqui
Enviar um comentário