sexta-feira, 27 de maio de 2011

Estamos num país de pequenos tiranos...

Nos últimos dias têm vindo á baila vários casos de violência onde os agressores são jovens entre 13 -16 anos.

E o que mais me choca é que segundo eles, está tudo bem pois sabem que a justiça não lhes toca e como são menores fica tudo em águas de bacalhau.
Quem me conhece sabe que sou muito sensível à justiça e assumo sou defensora de penas severas e até sou a favor nalguns casos da pena de morte. Isto porquê? Porque cada vez mais as vitimas vivem com os traumas para o resto da vida e os agressores vivem a mesma vida de sempre e retornam sempre ao mundo do crime.
Ora se nada já conforta as vitimas o que vamos fazer? A justiça é branda, nada faz e vemos que os próprios agressores jogam com a idade e fazem o que querem.

Muita da culpa é também dos pais, que fazem filhos e não têm o mínimo sentido de educação e vão se criando estes pequenos monstros que vão aterrorizando e tomem nota se nada acontecer, vamos ser dominados por fedelhos quase ainda de fraldas mas de navalha na mão.

Por isso eu sou a favor de uma reviravolta no sistema penal. Leis severas para pôr a ordem na casa:

- idade para ser julgado descia (para mim aos 10 anos já sabem o que fazem, a juventude de hoje já não é comparável à minha e já sabem bem o que fazem..)
- Penas mais severas
- cadeias no sentido da palavra (sem TV, sem regalias e os presos teriam de cultivar e fazer a sua própria comida)
- os presos seriam mão de obra ao serviço do estado (limpar matas; arranjar edifícios; limpar monumentos grafitados . isso seria a forma de terem um pouco de liberdade).
- nos casos graves eu defendo a pena de morte (deixei de acreditar na verdadeira reabilitação do ser humano)

Posso parecer exagerada, mas já vi cenas e já me roubaram a casa e digo-vos não há sentimento pior do que o sentido de injustiça...
Enviar um comentário