quinta-feira, 13 de agosto de 2009

Murmúrio...

A praça luzia com o brilho do pôr de sol quente de Agosto. Ela descia a praça cabisbaixa, de andar ondulante e olhos postos nas pedras da calçada já batidas por milhares de passos. A fonte ao fundo dava a banda sonora para quem passava como um murmúrio de amor, ou um segredo escondido. Qual é o teu segredo, menina?
Quem te faz verter a cabeça dessa maneira? Será que vale a pena? Certamente que não. .
Ai coração como sofres, como ouves o segredo da fonte e lhe confias o nome do teu carrasco.
Vais ver que não dói. É apenas um leve tremer, e após isso nada mais sobra..

Alias com o coração partido que mais interessa ver?
Enviar um comentário