sábado, 14 de fevereiro de 2015

E lá fui eu ver as 50 sombras de Grey...


Depois de tanto falatório eu tinha de ir ver o filme de que tanto falavam. Eu não li o livro e por isso não posso fazer nenhuma comparação. Mas posso vos dizer que gostei muito!
Li tanta coisa, como por exemplo a má escolha dos actores, quer era o pior filme visto nos últimos tempos e não achei nada disso.
Achei que os actores estavam bem escolhidos e que encarnaram bem o papel. Ela de aspecto ingénuo mas com uma sensualidade latente e ele no papel misterioso e sofrido.
Achei que a história está contada de uma forma simples mas irreal, onde acham que um multimilionário podendo ter todas as mulheres olharia para uma rapariga que viu em alguns minutos? Mas isso dá beleza à coisa!
Penso que o maior desinteresse das pessoas em relação ao filme é que esperavam que aquilo fosse sexo puro e duro do inicio ao filme como se um filme pornográfico se tratasse. Penso que não era esse o objectivo, queriam uma adaptação ao filme é que se fosse para ser pornográfico então até os actores teriam de ser outros.
Também li que era uma afronta às mulheres por a colocar num papel de submissão. Ora eu sou mulher e não me senti ofendida. Em todo o filme é sempre salientado que ela pode parar a qualquer momento e a actriz é a própria a aceitar e a querer experimentar. Não vi nada demais do que dois seres humanos a queres experimentar a intimidade. Não me choquei.
Em relação ao facto que não retratava de todo a realidade do sado masoquismo, pois aí não sei opinar pois desconheço esse mundo. O que me foquei foi que é uma história de amor entre mundos diferentes e que termina o primeiro filme com uma orientação. Agora resta ver como se irá desenrolar.

O filme termina a dar água na boca para os próximos e espero que mantenham os actores.

O melhor:
1. A banda sonora é muito boa!
2. o actor é giro todos os dias
3. Gostei de ver a Dakota e vou estar mais atenta a ela.
4. os momentos em que ele fixa o olhar nela está muito bem conseguido.

O que não gostei:
1.Não tenho assim nada a referir.

Enviar um comentário